Seja Bem Vindo - 20/07/2024 01:25

20 anos de sucesso: Eduardo Costa regrava clássicos com nova roupagem no quintal de casa

“Toneladas de paixão” é a canção da semana disponível em todas as plataformas digitais e Youtube

Há 20 anos, o acústico “No Boteco” espalhava o romantismo de Eduardo Costa pelo Brasil. O cantor aproveitou o quintal de sua casa em Minas Gerais para reviver regravações importantes de sua carreira. A primeira escolha foi “Você decide” de Rick & Renner, que fez parte do projeto, e está disponível em uma nova versão. Nesta sexta-feira, “Toneladas de paixão”, interpretada originalmente por Zezé Di Camargo & Luciano, está em todas as plataformas digitais de áudio e vídeo no canal do Youtube do cantor. Confira: https://www.youtube.com/watch?v=rerEPh_QAGM

O público sertanejo sabe que Eduardo Costa não esconde sua preferência por boas produções musicais e letras que falam de amor, paixão e relacionamentos. Por isso, os fãs que acompanham suas redes sociais fizeram questão de pedir uma nova versão do clássico “Toneladas de paixão” depois de um story informal de Eduardo cantando a música. Esta faixa já foi regravada no passado no álbum “No buteco II”. 

“Esse projeto é importante, músicas que eu tive o prazer de cantar um dia e decidi dar uma nova roupagem aqui com o quintal de casa como cenário, que é um lugar que transmite muita paz. Gravei a primeira e segunda voz – como sempre faço em minhas músicas – e quatro violões: base nylon,  base usando capotrastes, um outro mais suingado e o último violão base com aço na região mais aguda, deixando a música mais encorpada. O Romário Rodrigues gravou o baixo e cajon e a mixagem pelo Marron”, detalha Eduardo Costa.

Com mais de 4,8 bilhões de visualizações em seu canal no YouTube, Eduardo consegue manter um público cativo depois de tantos anos de carreira, lançando músicas que tocam fundo no coração dos apaixonados.

Toneladas de Paixão

Compositores: Darci Rossi/ Alexandre/ Serginho Sol

Quando eu te vi, me apaixonei

Tive que seguir meu pensamento

Eu não sou de ferro, nem de aço

Nem meu coração é de cimento

Quando eu te vi, não segurei

Fui me desmanchando de paixão

Eu já não dou conta do que faço

Já não mando mais no coração

Me atirei igual á água, quando desce a cachoeira

Me acendi feito uma brasa, com o vento na fogueira

Me atirei sem para-quedas, e voei no seu espaço

Fui cair feito uma pedra no calor do seu abraço

Emoção tomando conta, meu olhar virou goteira

Fiquei leve igual criança, quando cai na brincadeira

Pela estrada do destino, sigo em sua direção

Por você vou carregando toneladas de paixão

Quando eu te vi, não segurei

Fui me desmanchando de paixão

Eu já não dou conta do que faço

Já não mando mais no coração

Me atirei igual á água, quando desce a cachoeira

Me acendi feito uma brasa, com o vento na fogueira

Me atirei sem para-quedas, e voei no seu espaço

Fui cair feito uma pedra no calor do seu abraço

Emoção tomando conta, meu olhar virou goteira

Fiquei leve igual criança, quando cai na brincadeira

Pela estrada do destino, sigo em sua direção

Por você estou carregando toneladas de paixão

Emoção tomando conta, meu olhar virou goteira

Fiquei leve igual criança, quando cai na brincadeira

Pela estrada do destino, sigo em sua direção

Por você vou carregando toneladas de paixão

Por você estou carregando toneladas de paixão

TEXTOS + IDEIAS

Posts Recentes