LANÇAMENTOS – CATÁLOGO DIGITAL

In MUSICA

A Universal Music continua levando para as plataformas digitais mais tesouros para os amantes da música. E o que é melhor: de todos os gêneros, para todos os gostos. 

Três gerações diferentes da música sertaneja marcam presença: João Mineiro & Marciano (com três álbuns), Chitãozinho & Xororó (com a coletânea “Alma Sertaneja”) e Cleiton & Camargo (com dois discos).

 

CHITÃOZINHO & XORORÓ – ALMA SERTANEJA

1

Quando estouraram nacionalmente no final dos anos 1980, Chitãozinho & Xororó já somavam quase duas décadas de carreira. A coletânea “Alma Sertaneja” lança um olhar para o passado da dupla, que tem uma das carreiras mais sólidas do mundo sertanejo. Talvez a mais conhecida do repertório, “Fio de Cabelo” foi lançada em 1982. A faixa “60 Dias Apaixonados”, por sua vez, é de 1979. Já “Daria Tudo Pra Você Ficar Comigo”, composta pelo ídolo Marciano, é de 1974. As mais “recentes” presentes na seleção são “Adeus Solidão” e “O Que Mais Você Quer de Mim”, ambas gravadas em 1989.

Não deixe de ouvir: “Fio de Cabelo”

 

 

 JOÃO MINEIRO & MARCIANO – DOIS APAIXONADOS

2

A dupla João Mineiro & Marciano surgiu no início dos anos 1970, disposta a espalhar romantismo na música interiorana. Nomes que influenciaram várias gerações, de Zezé di Camargo & Luciano a Gusttavo Lima, os músicos cantaram juntos por mais de 20 anos. “Dois Apaixonados”, último álbum da dupla, foi lançado em 1992 e trazia sucessos como “Depois que Amanhece”, composta por Martinha e César Augusto. Das onze faixas do repertório, dez eram assinadas por Marciano (com parceiros diversos), entre as quais “Minha Primeira Vez”, “Chá de Hortelã”, “Ave Ensinada” e “Quando o Amor Domina”. 

Não deixe de ouvir: “Depois que Amanhece”

 

JOÃO MINEIRO & MARCIANO – PRA NÃO PENSAR EM VOCÊ

3A grande novidade do álbum “Pra Não Pensar em Você”, lançado por João Mineiro & Marciano em 1991, foi a inclusão da faixa “Fui Homem Demais”. É que a composição levava a assinatura de Zezé di Camargo, que começava a despontar no cenário sertanejo. Zezé era um dos inúmeros novos artistas do gênero que citavam a veterana dupla como uma grande influência. No repertório do disco, além de músicas do próprio Marciano (como “Não Consigo Esquecer Minha Mulher” e “Você Agora Sou Eu”), destacavam-se “Contando Léguas” (de Moacyr Franco e Guto Franco) e “Como as Ondas do Mar” (de Carlos Colla e Marcos Valle). 

Não deixe de ouvir: “Não Consigo Esquecer Minha Mulher”

 

JOÃO MINEIRO & MARCIANO – TARDE DEMAIS PARA ESQUECER

4Quando o álbum “Tarde Demais para Esquecer” chegou às lojas, em 1990, a música sertaneja já começava a se impor nacionalmente. Tanto que uma das faixas, “Amor Clandestino”, colocou as vozes de João Mineiro & Marciano em uma das principais vitrines do País: a trilha de uma novela das oito. Foi com “Meu Bem Meu Mal”, de Cassiano Gabus Mendes, que eles sentiram o gostinho de serem ouvidos em horário nobre por todo o Brasil. Outros destaques do disco foram “O Rio Corre para o Mar”, dos hitmakers Michael Sullivan e Paulo Massadas, “Só Quem Amou Fui Eu”, de César Augusto com o próprio Marciano, e “Porque Somos Iguais”, “Ninja Guerreira” e “Te Amo, Te Odeio”, todas de Paulo Debétio e Paulinho Resende. A faixa-título era a regravação de um antigo sucesso de Moacyr Franco. 

Não deixe de ouvir: “Porque Somos Iguais”

 

CLEITON & CAMARGO – CLEITON & CAMARGO (1998)

5A dupla Cleiton & Camargo surgiu em meados dos anos 1990, quando a música sertaneja já havia se estabelecido no mercado nacional. Camargo, inclusive, é irmão de Zezé di Camargo & Luciano, uma das primeiras a romperem as barreiras que confinavam o gênero ao interior do País. O álbum lançado por Cleiton & Camargo em 1998 foi um dos mais bem-sucedidos. Entre os destaques, “O Jogo das Paixões”, “Agenda Rabiscada”, “Anjo da Madrugada”, “Traz Ela de Volta” e “Tempero de Amor”. Já “Na Hora de Amar” era uma versão de “Spending My Time”, do duo sueco Roxette. E a faixa “Aonde Tem Rodeio” até hoje anima festas de peão pelo Brasil inteiro.

Não deixe de ouvir: “Anjo da Madrugada”

 

 CLEITON & CAMARGO – PENSE COM O CORAÇÃO

6Com produção do expert César Augusto, o álbum “Pense Com o Coração” foi lançado por Cleiton & Camargo em 1997. O sucesso da faixa de abertura, “Amor por Correspondência”, foi imediato. “Tanto tempo a gente se correspondeu / Um anúncio na revista e tudo aconteceu / E assim você ganhou meu coração / Me escrevendo tantas cartas cheias de paixão (…)”, dizia a letra apaixonada. Com 15 músicas, o disco trazia outros hits, como “Quando Um Grande Amor Se Faz”, uma versão de “Cantare É d´Amore”, do ídolo italiano Amedeo Minghi. As animadas “Hoje Eu Vou Tomar Todas” e “Rodeio de Fogo” também figuravam no repertório.

Não deixe de ouvir: “Amor por Correspondência”

 

 

Universal Music Brasil :: Departamento de Imprensa e Comunicação / PR

 

You may also read!

Nata jovem do hipismo dá show no Brasileiro de Juventude em São Paulo

Pernambucanos Paulo Miranda e Henrique Maranhão conquistam os títulos Junior e Mirim. Por São Paulo, Lys Kang, Maria Vitor

Read More...

Diego & Victor Hugo participam de ação especial do Universo Alegria Evento acontece em dezembro no Estádio Beira-Rio

A dupla mineira Diego & Victor Hugo agitou a tarde desta segunda-feira no espaço da Hits Store, no Shopping

Read More...

Julio & Jader: já no topo das paradas em Rondônia vêm conquistando todo Brasil

Dupla comemora o sucesso na região e nova fase em São Paulo, com direito a gravação de música no

Read More...

Deixe um comentário:

Seu email não será publicado.

Mobile Sliding Menu