Time Brasil de Salto no Pan é ouro e hexacampeão na história dos Jogos

In RODEIOS e MONTARIAS
Time Brasil de Salto no Pan é ouro e hexacampeão na história dos Jogos 41

Conquista da equipe também rendeu ao país a vaga em Toquio 2020, a exemplo, das modalidades Concurso Completo, prata e Adestramento, bronze. Nessa sexta, 9/8, Pedro Veniss, Rodrigo Lambre e Marlon Zanotelli estão entre os 35 concorrentes ao pódio individual em igualdade de condições.

A grande final por equipes valendo vaga olímpica para os três primeiros países foi disputada em dois percursos, a 1.60 metro, com 13 obstáculos totalizando 16 esforços (saltos). O Time Brasil – Marlon Modolo Zanotelli/Sirene de La Motte, Rodrigo Lambre / Chacciama, Eduardo Menezes/H5 Chaganus e Pedro Veniss/Quabri de L Isle – liderado pelo técnico suíço Phillip Guerdat e chefe de equipe Pedro Paulo Lacerda conquistou ouro com 12,39 pontos perdidos (pp), o México foi prata, 22,97 pp e os EUA, bronze, 23,09 pp. Todas as três equipes e o Canadá, 4º, estão qualificadas para os Jogos Olímpicos 2020.

Após a primeira parcial o Brasil virou na frente com 7,39 pp, seguido de perto pelos EUA e México, mas tudo estava indefinido. Conforme a regra a cada rodada, as equipes com quatro conjuntos descartam o pior o resultado. Marlon montado Sirene de La Motte, 1º em pista, fez uma falta (4 pontos) no último obstáculo do 1º percurso e pista limpa no segundo, depois entrou Eduardo com H5 Chaganus que registrou duas faltas a cada volta e teve seus resultados descartados, Rodrigo com Chacciama fez uma falta no 1º e zerou o 2º. Último em pista, logo em seguida da apresentação da norte-americana campeã olímpica e mundial Bezzie Madden, que acabou cometendo duas faltas, Pedro com Quabri de L Isle que já havia zerado a 1ª passagem tinha acabado de saber que o Brasil já era campeão. E o resultado mais uma vez foi perfeito: duplo zero de Pedro e Quabri levantando a torcida no estádio do Club Hípico Militar La Molina, sede do hipismo nos Jogos.

Uma vitória sempre é fruto do trabalho de toda uma equipe. “Só temos a agradecer a todos a toda comissão técnica e, em especial, ao nosso técnico Philipp Guerdat”, destacaram os campeões com unanimidade. O suíço Phillip, ex-cavaleiro, liderou a França na conquista do ouro na Olimpíada Rio 2016 e é pai do número 1 do mundo e campeão olímpico Steve Guerdat. “Quando ele deixou de treinar a França surgiu a oportunidade de assumir o Time Brasil. Foi a realização de um sonho e garantimos a vaga em Toquio”, destacou Pedro, está em seu terceiro Pan e fez sua estreia nos Pan Rio 2007, quando o país conquistou seu último ouro. “Philipp está presente em todos os momentos, inclusive, na Vila Pan-americana, já ganhou tudo e parece até que tem mais sede de medalha que a gente.. (rs)”, pontuou Eduardo, que disputou seu primeiro Pan em 2015. 

Marlon, que também disputou seu 1º Pan em 2015, lembrou: “no último Pan que ganhamos (Rio 2007) eu estava na arquibancada torcendo pelo Brasil e hoje é um prazer enorme fazer parte dessa equipe. Sonho realizado, vamos para o próximo.” Rodrigo, que está em seu primeiro Pan, destacou a união do grupo. “Estávamos todos juntos a cada momento, no aquecimento, todos dando detalhes e palpites, isso faz a diferença.”

Luiz Felipe de Azevedo Filho, que dessa vez ficou na reserva, observou: “eu já vim preparado para ser reserva e acho que alguém tem que desempenhar essa função. Estou feliz por estar dentro desse grupo com técnico como Philipp Guerdat que é claro, honesto e nos apoia nos momentos difíceis. Agora vamos trabalhar rumo a Tóquio.”

Todos os quatro brasileiros competem no Exterior e passaram o último mês treinando juntos. “Sem dúvida, esse processo de treinamento, nos fortaleceu como grupo e resultado não poderia ser melhor”, finalizou Pedro.

Rumo à final individual

Nessa sexta-feira, 9/8, os 35 melhores conjuntos disputam a final individual em igualdade de condições com a contagem zerada. No computo geral das qualificativas individuais Pedro virou em 1º lugar, Rodrigo, 3º, Marlon, 5º e Eduardo foi 16º, mas cada país só pode competir no máximo com três representantes. A 1ª volta da Final por equipes acontece das 11 às 13h00 horas (13h00 às 15h00 BSB) e a 2ª decisiva rodada na corrida pelo pódio individual, das 14 às 15h00 (16 às 17h00 BSB).

Hexacampeonato e três vagas olímpicas

Desde do Pan-americano de 2007, o Brasil não conquistava ouro por equipes. O país também foi campeão nos Pans em 1967 e 1999 no Canadá, 1991 em Cuba, 1995 na Argentina e agora nos Jogos Pan-americanos de Lima conquistando o hexacampeonato. Duas prata por equipes foram conquistados em 1959 em Chicago, EUA, e em 2011 em Guadalajara, México e único bronze em 2003 em Santo Domingo. Além do Brasil, somente os EUA detém o hexa.

Também desde 2007 o Brasil não subia ao pódio nas três modalidades em Jogos Pan-americanos. No Pan Rio 2007, o Salto foi ouro e o Adestramento e Concurso Completo, bronze. Agora em Lima, o saldo foi ainda melhor: Salto, ouro, Concurso Completo, prata e Adestramento, bronze. “Garantindo as medalhas, cumprimos o nosso grande objetivo que era a qualificação para Toquio”, comemorou Ronaldo Bittencourt Filho, presidente da Confederação Brasileira de Hipismo. “Precisamos também agradecer os integrantes das equipes que garantiram a nossa vaga no Pan nas seletivas Sul-americanas e todos que participaram do processo seletivo”, reforçou o chefe de equipe Pedro Paulo Lacerda.

Acompanhe nossa rede social: @cbhoficial com imagens e entrevistas

Campeão Brasil – 12,39 pp (1º dia: 3,39 + 1ª volta: 4 + 2ª volta: 5)
Marlon Modolo Zanotelli / Sirene de La Motte – 4/0
Eduardo Menezes / H5 Chaganus – (8)/(8)
Rodrigo Lambre / Chacciama – 4/0
Pedro Veniss / Quabri de L Isle – 0/0
Técnico: Philipp Guerdat
Chefe de equipe: Pedro Paulo Lacerda
Veterinário: Rogério Saito

México – 22,97 pp (1º dia: 6,97 + 1ª volta: 4 + 2ª volta: 12)
Enrique Gonzelez / Chacna – 0/12 – 14,08 pp
Eugenio Garza Perez / Armani SI Z – 4/0 – 9,5 pp
Lorenza O Farrill / Queens Darling – 0/(16) – 20,6 pp
Patricio Pasquel / Babel – (8)/0 – 8,29 pp

3ª colocada EUA – 23,09 pp – (1º dia: 2,09 pp + 1ª volta: 8 + 2ª volta: 13)
Alex Granato / Carlchen W – (16)/5 – 21,02 pp
Lucy Deslauriers / Hester – 8/0 – 9,32 pp
Eve Jobs / Venue d´ Fees des Hazalles – 0/8 – 9,17 pp
Elizabeth Madden / Breitling LS – 0/(8) – 8 pp

Imprensa CBH

Carola May
Rute Araújo

You may also read!

TV Aparecida faz seleção especial de filmes em comemoração ao mês da Padroeira 42

TV Aparecida faz seleção especial de filmes em comemoração ao mês da Padroeira

Para a primeira quinzena de outubro, a TV Aparecida preparou um pacote de filmes com temática religiosa e mariana. A programação,

Read More...
Gilson e Gabriel gravam DVD em São Paulo 43

Gilson e Gabriel gravam DVD em São Paulo

O estúdio Mosh foi palco da nova produção da dupla Gilson e Gabriel acabam de gravar o primeiro DVD da

Read More...
Claudia Raia é a nova jurada do Talentos da TV Cultura 44

Claudia Raia é a nova jurada do Talentos da TV Cultura

Atriz participa das semifinais do concurso musical, ao lado de Fafy Siqueira, Bruno Fagundes e Alonso Barros, com apresentação

Read More...

Deixe um comentário:

Seu email não será publicado.

Mobile Sliding Menu